HISTÓRICO

FECOVINHO: COOPERAÇÃO E TRABALHO

Mais de cinqüenta anos de trabalho, avalizam a experiência da Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul, FECOVINHO, uma organização constituída para defender e projetar o futuro do Cooperativismo vitivinícola e ajudar no ordenamento da Cadeia Produtiva da Uva e do Vinho no Brasil.

Atualmente 10 são as cooperativas associadas à instituição: Alfredo Chavense, Aurora, Forqueta, Garibaldi, Ipê, Nova Aliança, Pompéia, Pradense, São João, Victor Emanuel, de tal maneira que a organização garante a representação institucional na Serra Gaúcha de aproximadamente cinco mil famílias, responsáveis por cerca de um quarto (1/4) da produção anual de uvas e vinhos do Estado do Rio Grande do Sul.

Ainda que a cifra total de famílias produtoras da Serra conectadas através de Cooperativas seja de 27%, e o porcentual de hectares de parreiras de Associados é de 21% do total da região, estes se estabelecem como números com muitas potencialidades para crescer, especialmente pelo trabalho de conscientização e unidade desenvolvido pela FECOVINHO na defesa da Agricultura Familiar, que aporta qualidades muito valiosas à indústria vitivinícola local.

Capacitação, informação, intercâmbios e aprofundamento dos debates que envolvem as questões das Cooperativas Filiadas, formam parte das ações desenvolvidas pela FECOVINHO rumo à maior qualidade e reconhecimento de uma atividade que influi definitivamente na geração de trabalho e renda de um importante grupo de Agricultores Familiares cooperativados.

Desde 2006 a Fecovinho conta, para algumas cooperativas, com um “braço operacional”, a Central das Cooperativas da Serra Gaúcha (Cenecoop – Serra). Ela propõe-se atuar em três frentes: 01) Aquisição de insumos de forma coletiva; 02) Incentivar à industrialização coletiva e modernização tecnológica; 03) Estimular à comercialização de produtos. Por meio da Central, já se conseguiu operacionalizar a compra de volumes significativos de insumos industriais e enológicos, com redução de custos e aumento de potencialidades comerciais.

Outra importante ação viabilizada pela Fecovinho através da Cenecoop – Serra foi a participação das Cooperativas nos leilões de Prêmio para Escoamento da Produção (PEP) lançados pelo governo federal (MDA, MAPA e CONAB) para a uva a partir de 2008. Assim, se operacionalizou o escoamento de produtos que representam a garantia do pagamento do preço mínimo a aproximadamente 75 milhões de quilos de uva em três edições do programa.

Igualmente hoje está em fase final de projeto a implantação de uma concentradora de sucos para absorver 50 milhões de quilos de frutas dos produtores associados, através da Central.

Da mesma maneira, outra importante conquista da Federação foi a parceria estabelecida com o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome, o qual oportunizou o escoamento de 5 milhões e 500 mil litros de suco integral de uva para o fornecimento a entidades assistenciais e educacionais no ano de 2013.

No sentido de fortalecer os campos de ação dos agricultores familiares, a FECOVINHO foi uma das entidades idealizadoras e coparticipantes do Fórum Social Mundial da Serra Gaúcha em suas duas edições 2010 e 2011. Tem sido igualmente, a responsável pelo desenvolvimento e implantação do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural - ATER - para o setor Vitivinícola, notadamente aos Associados de suas Cooperativas.

Como instituidora do Instituto Brasileiro do Vinho - Ibravin e da Câmara Setorial Nacional de Uva, Vinho e Derivados da Uva e do Vinho, faz parte dos Conselhos destas organizações, ao tempo que desempenha um papel relevante no contexto nacional, contribuindo significativamente para o desenvolvimento econômico e social das Cooperativas Vinícolas do Estado do RS e seus municípios.

A partir de 2006 se fortalece o movimento de debates internos tanto como Federação, quanto em cada uma das Cooperativas filiadas. O processo surge com a revisão do Planejamento Estratégico da Fecovinho. Inicia-se um processo metodológico de coordenação, associado à formação de lideranças e capacitação técnico-operacional dos diversos setores das Cooperativas (comercial, agronômico, jurídico, contábil, administrativo, etc).

Em cada uma dessas áreas foram definidas estratégias e demandas, onde a formação aparece como elemento chave para a superação dos problemas. Estas ações tiveram significativos aportes da Organização Estadual de Cooperativas (Ocergs), do Serviço de Apoio ao Cooperativismo (Sescoop), do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), dentre outros.

Obedecendo às diretrizes definidas no Planejamento Estratégico e o Arranjo Produtivo Local (APL) do Setor, há uma contínua tarefa de organização do quadro social, a qual resultou na criação dos Núcleos de Associados e dos Conselhos Consultivos em várias Cooperativas. Com isso conquistamos maior participação dos Associados, que passaram a compreender mais seu papel e sua importância nas decisões democráticas nas estruturas organizacionais, especialmente dentro do contexto gaúcho atual.

Exemplos desta opção são: os quatro encontros anuais com todos os Conselheiros das Cooperativas, também apelando para a presença das esposas dos mesmos; o movimento de intercambio de técnicos e associados de cooperativas com entidades similares internacionais; o encontro mundial de Cooperativas Vitivinícolas; as parcerias estratégicas com o Centro EcológicoSerra, de Ipê e com a Diocese de Caxias do Sul e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais da Regional Serra; edição bimestral do encarte sobre ATER em parceria com o Jornal “A Vindima”; dois programas semanais de rádio que tratam da Agricultura Familiar, da Economia Solidária e da Agroecologia; dentre outras iniciativas.

Em convênio com o SESCOOP (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) e a UNIVATES, com a parceria da COLACOT (Confederação Latino Americana de Cooperativas e Mutuais de Trabalhadores), a quem é filiada, a FECOVINHO oportunizou cursos técnicos e de post-graduação, visando qualificar ainda mais seus dirigentes, técnicos e produtores rurais em Cooperativismo.

Há que se considerar que a vivência deste modo de trabalho precisa ser constantemente alimentada com capacitação técnica, motivação e formação ideo-política no sentido de reforçar o modelo como necessário e atual para o desenvolvimento econômico com inclusão social de seus atores.

Sempre focada na inclusão social, a FECOVINHO tem como propósito a procura do melhoramento tecnológico, a produção de derivados com qualidade e uma melhor remuneração do trabalho e condições de vida de todos os envolvidos no processo produtivo. Estas são suas metas permanentes, as bases de um modelo sustentável que esta organização defende e representa.
Webmail
Endereço:
RST 453 - Km 117 | Linha Vicentina
CEP 95180-000
Farroupilha - Rio Grande do Sul
Fone:
(54) 3261.6514

E-mail:
fecovinho@fecovinho.coop.br
Setor Cooperativista:

Fecovinho - Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul - Copyright 2013